Mais lidas
Geral

ATUALIZADA - 'Povo francês decidirá' sobre euro, diz Le Pen

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Marine Le Pen, candidata da direita ultranacionalista à Presidência da França, retomou uma de suas principais propostas ao defender um referendo sobre a saída francesa da zona do euro.

"A saída do euro é minha medida mais conhecida de meus compatriotas. Eles sabem que quero negociar com Bruxelas. Na sequências dessas negociações, haverá um referendo. Será o povo francês que decidirá", disse Le Pen em entrevista a um telejornal na noite desta segunda (1º).

"Eu gostaria que houvesse uma moeda nacional por país, penso que essa é a única maneira de recuperar a competitividade", afirmou a candidata da Frente Nacional, que pontua entre 39% e 41% nas pesquisas de intenção de voto. O centrista Emmanuel Macron, com índices entre 59% e 61%, é apontado como provável vencedor do segundo turno, em 7 de maio.

O vice-líder da Frente Nacional e um dos principais assessores de Le Pen, Florian Philippot, declarou nesta segunda que, em caso de uma vitória da candidata, "um ano depois, muito provavelmente", os franceses pagarão sua baguete "em francos".

Em um comício em Villepinte, subúrbio ao norte de Paris, também nesta segunda-feira, a ultranacionalista criticou seu rival centrista, associando-o ao atual presidente socialista, François Hollande, de quem Macron foi ministro da Economia.

O rival de Le Pen participou nesta segunda de uma homenagem a um marroquino que morreu afogado no rio Sena há 22 anos, depois de ser jogado na água por skinheads que participavam de um comício da Frente Nacional, então liderada pelo pai de Marine, Jean-Marie Le Pen.

Mais tarde, em um comício, Macron descreveu Le Pen como "a candidata contra a França" e disse querer "uma Europa forte porque queremos uma França forte".

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber