Mais lidas
Geral

Taiwan quer familiaridade com arte ocidental, diz diretor de museu

.

LIVIA MARRA, ENVIADA ESPECIAL*

TAIWAN (FOLHAPRESS) - Obras de Vincent van Gogh, de Pierre-Auguste Renoir e de Jean-François Millet estão entre as 69 peças do D'Orsay em exposição em Taiwan, como parte das comemorações de 30 anos do museu francês.

Voltada ao público local, a mostra aberta neste mês fica até 24 de julho no Museu do Palácio Nacional, ponto obrigatório para turistas que visitam Taipei.

As obras que compõem a exposição "Os mundos estéticos do século 19" estão seguradas em mais de US$ 490 milhões, segundo Lin Jen-yi, diretor do Museu do Palácio Nacional.

Segundo ele, a ideia é intensificar essa troca de experiências com outros países. "Nós queremos estar muito familiarizados com as artes e cultura ocidental", afirmou.

Antes, a mostra passou pela Coreia do Sul. Para Taiwan, que tem cerca de 23 milhões de habitantes, ser uma das localidades na Ásia a receber peças do famoso museu europeu demonstra a importância do Museu do Palácio Nacional e comprova que há mercado local para arte.

Jen-yi disse esperar que a exposição atraia 300 mil visitantes. Em Seul teriam sido 230 mil pessoas.

*A jornalista viajou a convite do governo de Taiwan

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber