Mais lidas
Geral

Carro da PM cai em riacho na caça a assaltantes do Paraguai

.

JOSÉ MARQUES

CURITIBA, PR (FOLHAPRESS) - Em ação que perseguiu os suspeitos de terem cometido o maior assalto da história do Paraguai, um veículo da Polícia Militar do Paraná caiu em um riacho na tarde desta segunda-feira (24).

Segundo a PM paranaense, não há informações sobre policiais feridos nem foi informado quem era o motorista do carro no momento da queda. A caça aos apontados como assaltantes aconteceu na cidade de Itaipulândia, próxima a Foz do Iguaçu, no extremo oeste do Estado.

Ao menos três suspeitos morreram em troca de tiros com a Polícia Militar e com a Polícia Federal - outros nove teriam sido presos. Um policial paraguaio também foi morto na ação.

A ação ocorreu no mesmo dia em que criminosos invadiram, durante a madrugada, a sede da transportadora de valores Prosegur em Ciudad del Este, próximo à fronteira com o Brasil, e roubaram cerca de US$ 40 milhões, o equivalente a R$ 120 milhões.

A sede da empresa fica a 4 km da Ponte Internacional da Amizade, na fronteira paraguaia com Foz do Iguaçu.

Autoridades paraguaias, a Polícia Federal brasileira e a Polícia Militar do Paraná trabalham em conjunto na busca do grupo de assaltantes. Segundo a imprensa local, informações preliminares apontam para a participação da facção PCC (Primeiro Comando da Capital).

O ministro do Interior paraguaio, Lorenzo Lezcano, disse à reportagem que esse foi um assalto "de dimensões que jamais existiram" no país e que os suspeitos são brasileiros. Mais cedo, ele havia afirmado à rádio ABC Cardinal que a maioria dos carros usada no assalto tinha placa do Brasil e que uma vítima afirmou ter ouvido os criminosos falarem em português.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber