Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Cem dias de Doria são marketing artificial sem resultado, diz oposição

Loading...

GERAL

Cem dias de Doria são marketing artificial sem resultado, diz oposição

GIBA BERGAMIM JR.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - "Um documento artificial que vende menos como mais". Assim a liderança do PT na Câmara de Vereadores definiu a lista de feitos e intenções apresentada pelo prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), ao completar cem dias de mandato nesta segunda-feira (10).

O partido de oposição mostrou, durante entrevista coletiva, uma série de fotos de problemas de zeladoria em bairros distantes do centro expandido da cidade para dizer que a Operação Cidade Linda falha na periferia.

O programa é exaltado pelo tucano como grande marca de seu início de gestão.

Para os oposicionistas, o programa que inclui ações de tapa-buraco, corte de mato, pintura de guias e remoção de entulho não passa do centro expandido.

"Queremos mostrar aqui a cidade real, não essa do Facebook do prefeito", afirmou o líder do partido na Câmara, Antonio Donato.

"Esse modelo tem mostrado que Doria é um carreirista político", afirmou o presidente municipal do PT, Paulo Fiorillo, que era vereador até o ano passado.

Doria é cotado para as eleições de 2018 tanto para o governo estadual como para a presidência.

Pelo menos quatro ações civis foram apresentadas pelo PT ao Ministério Público para questionar medidas de Doria.

Entre os pedidos de investigação feitos pelo partido à Promotoria estão a extinção por decreto de algumas secretarias (como Controladoria e Pessoa Com Deficiência) as quais foram criadas por lei.

Também questionam o corte de beneficiários do programa Leve Leite, além de propagandas do Programa Cidade Linda que apareceram durante transmissão do jogo da seleção brasileira contra o Uruguai, nas eliminatórias da Copa do Mundo.

Segundo a prefeitura, o empresário Sydney Oliveira, dono da Ultrafarma, cedeu dois minutos de exposição de sua marca de produtos farmacêuticos para o programa de Doria.

Em documento intitulado "Cem Dias de Governo Municipal. Para onde vamos?", os petistas também criticaram a postura do prefeito de atacar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, fundador do PT, usando ações como gestor municipal para abrir uma discussão nacional.

O prefeito costuma "homenagear" Lula sempre que planta uma árvore em parques da cidade, chamando o petista de "o maior cara de pau do Brasil".

"João Doria vem adotando, gratuitamente, um linguajar cotidiano de desqualificação do PT e de Lula. Por que trazer para o espaço público de SP um discurso de ódio e preconceito", diz o texto petista.

Procurada para comentar as críticas dos opositores, a gestão Doria não havia se pronunciado até a noite desta segunda (10).

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias