Geral

Suspeito de matar aluna da Unicamp em Limeira confessa crime, diz polícia

.

PAULO GOMES

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O suspeito de assassinar a estudante Sandy Andrade Santos, em Limeira (SP), confessou o crime, de acordo com a polícia.

O corpo de Sandy foi encontrado na última sexta-feira (31) na área rural de Limeira (a 151 km de São Paulo), com diversas perfurações no pescoço. O homem, de 30 anos, foi preso pela polícia da cidade na noite de segunda-feira (3).

Segundo o delegado seccional de Limeira, Antonio Luis Tuckumantel, o suspeito tem passagens prévias por homicídio e estupro. No caso de Sandy, ela foi encontrada vestida. "Tudo leva a crer que a motivação do crime foi uma satisfação sexual dele, muito embora ela não tenha vestígios de ter sido violentada e nem de que tenha sido tentado (o estupro)", diz o delegado.

Ele afirma que uma testemunha viu um homem dando uma gravata na vítima e forçando a jovem a entrar em um carro. Com base na descrição, a polícia achou o veículo e "o cidadão assumiu", diz Tuckumantel.

A estudante morreu em decorrência de uma hemorragia causada pelos ferimentos no pescoço –facadas, segundo o depoimento do suspeito à polícia. O homem informou que tinha se desfeito dos pertences da vítima na zona rural (sem documento, ela foi identificada pelas digitais) e indicou o local, onde foram então encontrados o telefone celular e o documento de identidade de Sandy.

A jovem tinha 21 anos e cursava o segundo ano de engenharia de manufatura da FCA (Faculdade de Ciências Aplicadas) no campus local da Unicamp. Seu corpo foi encontrado em uma área de trilha no bairro Morro Azul, a cerca de dez minutos de carro do campus.

A reportagem não conseguiu localizar o advogado do suspeito até as 17h.

UNICAMP

A Unicamp decretou luto de cinco dias e realizou uma mobilização nesta segunda, com docentes, funcionários e alunos para discutir ações de segurança que possam ser propostas para a administração geral da universidade e autoridades municipais e estaduais.

"Estamos todos consternados pelo assassinato de nossa aluna Sandy Andrade Santos e preocupados com a falta de segurança que alcançou, com este fato, um limite intolerável", afirmou a universidade em nota.

As aulas estão suspensas nos dois campus da Unicamp em Limeira e serão retomadas apenas na quinta (5). Apenas na FCA, onde Sandy estudava, 2.800 alunos estão sem aulas na graduação e pós-graduação. No campus da Faculdade de Tecnologia são mais 1.500 estudantes com as aulas suspensas.

O velório e enterro de Sandy foram realizados no sábado (1º) em Embu-Guaçu e Itapecerica da Serra, respectivamente.