Mais lidas
Geral

Corte sul-coreana aprova mandado de prisão contra a ex-presidente Park

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Uma corte sul-coreana aprovou nesta quinta-feira (30), manhã de sexta (31) na Coreia do Sul, um mandado de prisão da ex-presidente Park Geun-hye.

A decisão permite que Park seja levada à prisão a qualquer momento. Ela pode ficar detida por até 20 dias antes de ser formalmente acusada.

Park sofreu impeachment sob a acusação de subornar conglomerados como Samsung, Hyundai e LG, a fazerem doações a fundações de sua melhor amiga, Choi Soon-sil, em troca de favores.

O juiz que aceitou o pedido de prisão feito pelo Ministério Público afirmou que "a causa e a necessidade para o mandado são reconhecidas já que as principais acusações contra ela [Park] foram verificadas e as evidências poderiam ser destruídas".

Park testemunhou à essa corte por cerca de oito horas nesta quinta e foi mantida na sala do promotor, ao lado, enquanto o juiz estudava as evidências e argumentos antes de decidir sobre o mandado. Ela negou novamente as acusações de corrupção e alegou que não representa risco à investigação, pois não tentaria fugir nem destruir provas.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber