Mais lidas
Geral

Secretário diz ter sido exonerado da Cultura para 'ajeitar' base de Alckmin

.

ISABELLA MENON

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente do Partido Verde (PV), José Luiz Penna, será nomeado pelo governo de São Paulo como novo secretário da Cultura do Estado. Sua nomeação ainda não foi publicada no "Diário Oficial".

O atual secretário José Roberto Sadek disse à reportagem que a mudança "faz parte de uma estratégia do governo em se ajeitar com os aliados. Trata-se mais de uma esfera política do que cultural".

Para a assessoria de Penna, a nomeação é uma consequência natural de uma aliança de longa data dos partidos.

Em 2016, Sadek, até então secretário-adjunto da Cultura, assumiu a secretaria após seu antecessor, Marcelo Araújo, ser nomeado ao Instituo Brasileiro de Museus (Ibram).

"É uma passagem calma, sem ruptura ou desconforto. Imagina como é difícil administrar um Estado com 35 partidos, é uma tarefa complexa", disse Sadek sobre a decisão do governo.

Penna tem um currículo cultural vasto -foi integrante da primeira montagem do musical "Hair", diretor musical de filmes como "Sargento Getúlio" e compositor de canções, como "Comentário a Respeito de John", em parceria com Belchior.

"Penna é um cara experiente, está há muitos anos na política e vai pilotar aqui do melhor jeito que puder", afirmou Sadek.

De acordo com a assessoria de Penna, o convite para o cargo surgiu há um tempo, porém problemas de saúde no final de 2016 impossibilitaram sua posse.

Ainda sem data confirmada pelo governo, a assessoria de Penna afirma que a posse deve acontecer nesta quinta-feira (30).

BALANÇO

Sadek afirmou que apesar da crise e da necessidade de economizar, a Secretaria da Cultura do Estado encontra-se equilibrada. "Os novos projetos foram já efetivados, o Projeto Toca Aqui já está funcionando e ampliação do projeto Viagem Literária também aconteceu."

Sobre recessão, o ex-secretário contou que "tivemos o capitulo com a orquestra [Banda Sinfônica] que já estava no planejamento, não é possível manter músicos tão caros, não que eles ganhem muito, mas o volume fica caro. A Secretaria é pequena, muito complexa e com pouco dinheiro."

FUTURO

Sobre os planos para o futuro, Sadek reiterou que não é filiado a nenhum partido, "estou aqui porque acham que sou um bom técnico e entendo da área, o que, aliás, eu também acho que é verdade".

Com a saída da Secretaria, Sadek diz que pretende treinar "um pouco mais de tai chi chuan, que meu professor reclama que eu falto muito, vou mais ao cinema, vou estudar, dormir um pouco mais, namorar um pouco mais também e procurar trabalho".

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber