Mais lidas
Geral

Canais RedeTV!, SBT e Record decidem deixar operadoras de TV paga

.

Record, SBT e RedeTV! vão retirar seus canais de Net, Sky, Claro e Embratel. Foto: Divulgação
Record, SBT e RedeTV! vão retirar seus canais de Net, Sky, Claro e Embratel. Foto: Divulgação

Record, SBT e RedeTV! estão divulgando uma mensagem dizendo que vão retirar seus canais de Net, Sky, Claro e Embratel, quatro grandes operadoras da TV paga do Brasil. A data ainda não foi definida.

"Estas empresas se recusam a negociar os direitos de transmissão com Record, SBT e RedeTV!, ao contrário do que já fazem com grupos estrangeiros e até com emissoras nacionais", diz o texto.

As três emissoras afirmam que, com o apagão do sinal analógico de TV em São Paulo, marcado para quarta (29), elas não são mais obrigadas a fornecer de graça seus sinais digitais para as operadoras.

SBT e Record ficam atrás da Globo, enquanto a RedeTV! está entre os dez mais vistos.

Os três canais criaram a joint-venture Simba para negociar fatias da receita com assinantes. Em comunicado, a empresa diz ainda negociar para evitar a saída das operadoras.

O grupo Claro (que inclui a Net) e a Sky têm, respectivamente, 52,6% e 28,1% do mercado de TV paga. Há 18,9 milhões de assinantes no país, segundo dados da ABTA (Associação Brasileira de Televisão por Assinatura).

A Simba afirma que os espectadores não serão prejudicados porque o conteúdo de SBT, Record e RedeTV! já está disponível para todo o cidadão brasileiro por meio do sinal digital de forma totalmente gratuita.

A Net afirmou, em comunicado, que continua em negociações com os três canais. Segundo a operadora, após o encerramento do sinal analógico da TV aberta a exibição dos canais abertos passa a depender de autorização com cada emissora.

A Embratel afirmou que, apesar de estar no comunicado, não tem serviço de TV paga. A Sky não se manifestou até as 19h.

Em, nota, a ABTA disse não participar das tratativas entre emissoras e operadoras. "Pelas condições atuais de mercado, podemos dizer que não há condições de repassar custos extras para nossos assinantes", conclui a entidade.

FELIPE GIACOMELLI - SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) -

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber