Mais lidas
Geral

Morre aos 73 o músico chileno Ángel Parra, filho de Violeta Parra

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Filho da cantora Violeta Parra, o também cantor e guitarrista chileno Ángel Parra morreu na manhã deste sábado (11), aos 73 anos. Ele, que morava em Paris, sofria de um câncer, anunciou a embaixada do Chile na França.

"É uma grande perda para o Chile e para a arte internacional", disse à agência AFP a embaixadora chilena, Marcia Covarrubias, que acabara de visitar a família do artista. "Depois de ter ficado preso no campo de concentração de Chacabuco no Chile e morado por um tempo no México, Ángel Parra viveu por 40 anos na França", acrescentou a diplomata.

O músico, preso depois do golpe de Pinochet em 1973 que o obrigou a buscar exílio, era uma grande figura da diáspora chilena. Lutou contra um câncer por três anos sem cessar suas apresentações ou gravações, comunicou a embaixada. Ángel naceu em 1943 em Valparaiso. Era filho de Violeta Parra (1917-1967), artista chilena e uma das principais folcloristas da América Latina. Segundo a embaixadora, sua mãe (que terá neste ano uma exposição em sua homenagem, no Musée del Homme, em Paris, celebrando seu centenário) foi a conexão do músico com a França.

O músico compartilhava do universo da mãe. Em 1965 criou, com a irmã Isabel, La Peña de los Parra, famosa peña (celebração folclórica chilena). É autor do romance "Mãos na Nuca" (2007), sobre o golpe de Estado de Pinochet. Em 2006, lançou um disco em que interpreta músicas de sua mãe e um livro sobre sua história.

Em 2004, ele e a irmã Isabel receberam o título de figuras fundamentais da música chilena.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber