Mais lidas
Geral

Marginal Tietê tem primeira morte em acidente após novas velocidades

.

PAULO GOMES, FABIANO MAISONNAVE, EDUARDO GERAQUE

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A marginal Tietê teve na noite desta sexta-feira (10) a primeira morte em acidente de trânsito depois da adoção dos novos limites de velocidade pela gestão João Doria (PSDB), em 25 de janeiro.

Um motociclista foi atingido por um caminhão baú na altura do Sambódromo do Anhembi, no sentido da rodovia Ayrton Senna, e morreu no local. O motorista fugiu sem prestar socorro, de acordo com a Polícia Militar. A última morte na marginal Tietê tinha sido em novembro passado. De janeiro a outubro de 2016, foram 13.

Após a elevação dos limites de velocidade nas duas marginais, já haviam sido registradas duas mortes também envolvendo motociclistas, mas na via expressa de Pinheiros, segundo a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego). A primeira ocorrência foi registrada no dia 14 de fevereiro e a segunda, no dia 4 deste mês.

O acidente desta sexta-feira ocorreu por volta das 21h40 na pista local da marginal Tietê, onde a velocidade máxima permitida aumentou de 50 km/h para 60 km/h, com exceção da faixa da direita.

O aumento dos limites nas marginais foi uma promessa de campanha de Doria bastante questionada por especialistas, que temem a elevação de mortes e acidentes. Em fevereiro, pesquisa Datafolha apontou que a medida era defendida por 57% dos paulistanos e reprovada por 37%.

A redução das velocidades máximas havia sido implantada pela gestão Fernando Haddad (PT) em julho de 2015.

OUTRO LADO

Por meio de nota, a CET lamentou o acidente registrado nesta sexta-feira na Marginal Tietê, no qual um motociclista morreu. Ainda segundo a CET, as "circunstâncias do acidente estão sendo apuradas, assim como todas as ocorrências que envolvem vítimas."

Ainda de acordo com o órgão, após o registro da ocorrência, foram acionados o serviço de emergência do SAMU e o policiamento de trânsito para prestar socorro ao motociclista, mas, infelizmente, a equipe médica constatou o óbito no local. A Polícia Militar solicitou a perícia técnica, que foi realizada pela Polícia Técnico-Científica. O caso foi registrado no 2º DP do Bom Retiro.

Imagens das câmeras da CET revelam que, no momento do acidente, havia lentidão no local. Os registros mostram o motociclista fazendo manobra entre dois caminhões antes de cair.

MOTOCICLISTAS

Os primeiros 30 dias da retomada de limites mais altos de velocidade nas marginais Pinheiros e Tietê registraram 102 acidentes de trânsito com vítimas, segundo dados preliminares da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego). Apesar dos pedidos, a gestão Doria não divulga dados referentes ao mesmo período de 2016 nem balanços detalhados de anos anteriores.

No entanto, a média mensal de acidentes com vítimas nas duas marginais no ano passado era bem menor: 64. Nesta sexta, ao comentar os números, Doria disse que os acidentes estavam dentro das expectativas. "Os números estão dentro do esperado. Estão sob controle", afirmou. O tucano disse ter aumentado a quantidade de agentes de trânsito da CET nas marginais –e atribui parte dos resultados recentes a isso.

Doria destacou ser preciso ter atenção especial com motociclistas –dos 102 acidentes com vítimas nos primeiros 30 dias, 82% envolveram motos. Com a morte desta sexta, os dois casos fatais desde então (um na Pinheiros e outra na Tietê) também envolveram esses veículos, cuja circulação é proibida em parte da expressa.

Para Doria, os números de acidentes em anos anteriores podem estar subnotificados. "Não vou governar olhando pelo retrovisor. No passado, quando o acidente era só entre dois carros, pode ser que as pessoas foram embora, sem registrar."

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber