Mais lidas
Geral

ATUALIZADA - Vice dos EUA, Mike Pence utilizou e-mail privado quando governador

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, usou uma conta de e-mail particular para realizar negócios públicos quando era governador do Estado de Indiana. A informação foi confirmada por seu escritório na última quinta-feira (2).

O uso de um e-mail pessoal foi revelado pelo jornal "Indianapolis Star", que disse que Pence o usou algumas vezes para debater assuntos delicados e questões de segurança interna. A conta foi invadida por um hacker em 2016, segundo o diário.

Pence afirmou nesta sexta-feira (3) que o uso do e-mail pessoal "estava em total acordo com as leis estaduais".

Para o vice-presidente, "não há comparação alguma com a prática de Hillary Clinton usar servidores privados e o mau uso de informações confidenciais, destruindo e-mails quando eles haviam sido requisitados pelas autoridades e pelo Congresso".

Durante a campanha presidencial de 2016, Pence criticou a candidata democrata, Hillary Clinton, por ter utilizado um e-mail particular quando era secretária de Estado dos EUA, afirmando que a prática colocava em risco a segurança nacional.

A democrata acusou o diretor do FBI, James Comey, de ter desempenhado um pequeno papel em sua derrota, ao afirmar que a decisão da polícia federal americana de reabrir a investigação sobre os e-mails enviados quando ela era secretária de Estado prejudicou sua campanha na disputa pela Casa Branca.

Os e-mails obtidos pelo "Indianapolis Star" mostram que Pence utilizou uma conta privada -que a publicação afirma ter sido hackeada no ano passado- para discutir "assuntos sensíveis e questões de segurança interna".

A lei do Estado de Indiana não proíbe que os ocupantes de cargos públicos utilizem o e-mail pessoal, mas em geral exige que as mensagens relacionadas a questões oficiais sejam arquivadas com fins de informação pública. Inclusive, é ilegal que assuntos políticos sejam tratados por membros do governo em e-mails oficiais.

"À semelhança de governadores anteriores, durante seu tempo como governador de Indiana Mike Pence manteve uma conta de e-mail estadual e uma conta de e-mail pessoal", afirmou seu escritório em um comunicado.

O então governador criou uma nova conta em junho de 2016, depois que Pence teve seu e-mail invadido por um hacker que enviou um pedido de dinheiro a seus contatos, afirmando que Pence e sua mulher haviam sido roubados nas Filipinas e precisavam de dinheiro.

Em julho, Pence foi escolhido para compor a chapa republicana à Presidência com Donald Trump.

No comunicado, o escritório de Pence disse que ele solicitou que uma consultoria externa analisasse todas as suas comunicações como governador de Indiana para ter certeza de que todos os e-mails relacionados ao Estado fossem devidamente transferidos e arquivados.

O gabinete de Pence afirmou que sua campanha havia adotado medidas para permitir a transferência ao Estado das mensagens eletrônicas pessoais relativas a assuntos públicos.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber