Mais lidas
Geral

Após beijo gay em desenho, Malafaia pede boicote à Disney, e Vera Holtz rebate

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Depois de exibir o primeiro beijo gay em um de seus desenhos animados, a Disney se tornou alvo do pastor Silas Malafaia, nesta quinta-feira (2).

Em um vídeo publicado em seu canal no YouTube, o religioso pede um boicote à empresa, que ainda anunciou nesta quarta (1º) que sua nova versão para "A Bela e a Fera" terá "um momento exclusivamente gay".

"Lamentavelmente, a Disney resolveu comprar a agenda gay, colocando em desenhos e filmes para crianças a questão do 'homossexualismo'", disse o pastor, que ainda chamou a decisão da empresa de "asquerosa" e "nojenta".

O beijo gay também rendeu críticas no Twitter de Malafaia. "Daqui a pouco um vídeo onde 'assento o sarrafo' na Disney, pela aberração de erotizar crianças através do 'homossexualismo'. Covardes!", publicou o pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, no Rio.

Apesar de insistir que a Disney está descumprindo o Estatuto da Criança e do Adolescente ao mostrar "cenas de indução a sexo", o desenho "Star vs. As Forças do Mal" exibiu dois homens adultos apenas se beijando, enquanto casais heterossexuais faziam o mesmo ao redor. Nenhum desses outros casais foi alvo dos comentários do religioso.

"Vamos dizer não à Disney. Não compre produtos da Disney para seus filhos. Cancele canais da Disney. Essa é a resposta democrática que podemos dar", Malafaia protesta no vídeo.

VERA HOLTZ REBATE

Enquanto isso, a atriz Vera Holtz, no ar como a vilã Magnólia na novela "A Lei do Amor" (Globo), usou seu perfil no Twitter para rebater as críticas do pastor ao desenho.

"Safadeza não é um beijo gay, pastor. Safadeza é fazer lavagem de dinheiro e conseguir bens materiais usando a fé das pessoas. Boa noite!", escreveu a atriz, se referindo ao indiciamento do pastor sob suspeita de lavagem de dinheiro.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber