Mais lidas
Geral

Sírio que trabalhou em filme indicado ao Oscar é impedido de viajar aos EUA

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O sírio Khaled Khatib, um dos responsáveis pela fotografia do curta documentário "The White Helmets", indicado ao Oscar, foi impedido de viajar aos Estados Unidos neste sábado na Turquia.

Khatib, que tem 21 anos, partiria a Los Angeles de Istambul neste sábado para a cerimônia do Oscar, que acontece no domingo.

Ele havia tirado um visto para viajar aos Estados Unidos, mas foi barrado na Turquia porque o governo americano teria encontrado informações comprometedoras a seu respeito.

Segundo a agência Associated Press, um porta-voz do Departamento de Segurança Interna, Gillian Christensen, disse que faltava a Khatib um documento válido para viajar aos Estados Unidos.

Em sua conta no Twitter, Khatib diz que após 3 dias no aeroporto, com visto, foi impedido de viajar.

Em rede social, Khatib explica que após 3 dias no aeroporto, com visto, foi impedido de viajar

O curta documentário "The White Helmets", uma produção da Netflix, acompanha o trabalho dos chamados capacetes brancos, voluntários que ajudam as vítimas de bombardeios na Síria, que está em guerra civil desde 2011.

ANTI-IMIGRAÇÃO

O Departamento de Justiça dos EUA desistiu no último dia 16 da batalha na Suprema Corte para retomar o decreto que proibia temporariamente a entrada de cidadãos de sete países de maioria muçulmana.

O decreto derrubado previa a suspensão por 90 dias da entrada de cidadãos nascidos em Iêmen, Irã, Iraque, Líbia, Síria, Somália e Sudão e por 120 dias a de refugiados, com exceção dos sírios, vetados por tempo indeterminado.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber