Mais lidas
Geral

Bloco Pasmadinho reúne crianças e tem até pulseirinha de identificação

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O bloco Pasmadinho, do Cordão Carnavalesco Confraria do Pasmado, começou às 10h40, reunindo muitas crianças e famílias em busca de um carnaval mais "light" na rua Padre Carvalho, em Pinheiros (zona oeste de São Paulo).

Um trecho do "frevo-enredo" deste ano do desfile define bem o seu clima: "Se prefere um Carnaval devagarinho, cair da cama e se jogar na cachaça bem cedinho, um bloco sem cordão, sem eira nem beira, é o nosso segredinho, Pasmadinho."

"Fica todo mundo no chão, ninguém em cima do trio. A gente tenta fazer um Carnaval bem tradicional", afirma o cineasta Eduardo Piagge, 34, um dos organizadores do bloco. Piagge espera que participem do bloco em torno de duas mil pessoas.

ESTREIA

O casal Bruna Rossi, 37, e Bruno D'Angelo, 39, levou a filha, Áurea, de um ano, pela primeira vez ao bloco. Mas a história deles com o grupo vem de muito tempo.

"Vamos ao bloco desde a época em que tínhamos só um rolo", conta D'Angelo. O Confraria do Pasmado, criado por amigos da USP, desfilou pela primeira vez em 2006.

Os três se fantasiaram de italianos, uma homenagem às origens da família. "O clima é ótimo para trazer crianças. Até colocaram uma pulseirinha de identificação na minha filha", diz Rossi.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber