Mais lidas
Geral

Polícia e usuários de drogas entram em confronto na cracolândia

.

LEANDRO MACHADO, DANILO VERPA E EMILIO SANT'ANNA

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um grupo de policiais cerca alguns usuários de drogas no início da tarde desta quinta-feira (23) na região da cracolândia, na Luz, centro de São Paulo.

Por volta das 12h, a Polícia Militar informou que foi acionada para conter um grupo de "usuários de drogas em revolta". Policiais da 2ª Companhia do 13° Batalhão da PM participam da ação.

Uma hora depois, em torno das 13h, os policiais começaram a deixar o local, e o fluxo de tráfico de drogas voltou a se organizar na região. Entretanto, às 13h30, na sequência, a confusão voltou a tomar o local, com bombas jogadas pela polícia.

Um fotógrafo da agência Código 19, Dário Oliveira, foi ferido no local. Também há relatos de policiais e bombeiros feridos durante a ação.

No início do confronto, policiais tentaram cercar os usuários de drogas, que revidaram com pedras e pedaços de paus. Em reação, a polícia atirou balas de borracha e bombas de efeito moral para contê-los. O cerco da polícia ocorreu entre a rua Helvétia e a alameda Barão de Piracicaba.

Barricadas foram montadas pelos usuários para impedir o avanço da polícia. Eles também incendiaram objetos para dificultar a abordagem policial.

De acordo com uma moradora do local, o conflito teria começado após uma briga entre dois usuários de drogas, que acabaram agredindo um bombeiro.

"A polícia fechou tudo e começou a jogar bombas no meio das pessoas que não tinham nada a ver com isso", disse. "O fluxo todo se levantou e foi pra cima."

Equipes do Corpo de Bombeiros foram ao local, e o helicóptero Águia, da PM, também acompanhou a situação.

Questionada sobre o confronto na cracolândia e possíveis vítimas feridas, a Secretaria da Segurança Pública não respondeu até a publicação desta reportagem.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber