Geral

Morre Hans Rosling, cientista que buscava tornar dados mais acessíveis

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Morreu aos 68 anos na manhã desta terça-feira (7) o estatístico sueco Hans Rosling. A informação foi confirmada pelo seu filho, Ola Rosling.

Em tweet, Ola Rosling afirma que "infelizmente Hans morreu", porém "nós não deixaremos morrer seu sonho de uma compreensão de mundo baseada em fatos".

Rosling era conhecido pelo uso de dados para exploração e compreensão de problemas relacionados a desenvolvimento econômico, agricultura, pobreza e saúde.

Rosling foi conselheiro de saúde da Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) e da OMS (Organização Mundial da Saúde).

Durante o surto de ebola, em 2014, Rosling viajou para a Libéria para ajudar o governo local no rastreamento dos casos e na resposta de emergência à situação.

O estatístico ajudou a tornar mais acessíveis a visualização e compreensão de dados.