Geral

J. K. Rowling rebate comentários de fãs de Donald Trump em rede social

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A escritora J. K. Rowling travou uma batalha com fãs de Donald Trump no Twitter, após criticar o decreto assinado pelo presidente norte-americano que impede a entrada nos EUA de refugiados e cidadãos de sete países de maioria muçulmana.

Um deles escreveu na rede social que iria queimar todos os livros e DVDs da saga Harry Potter, ao que a britânica respondeu: "Bom, a fumaça do DVD pode ser tóxica e eu já recebi o dinheiro que você pagou por ele, então, de todo modo, pode pegar meu isqueiro emprestado".

Outra apoiadora de Trump também afirmou que queimou os volumes do bruxo e completou dizendo que era fã da saga por 17 anos. "'A Pedra Filosofal' foi um dos primeiros livros que já li na vida. Estou triste que tenha que ser dessa maneira", completou a garota.

J. K. Rowling retribuiu: "Parece ser verdade o que dizem: você pode levar uma garota aos livros sobre a ascensão e queda de um autocrata, mas ainda assim você não pode fazer com que ela pense".