Mais lidas
Geral

ProUni oferece mais de 214 mil bolsas, maior número desde a sua criação

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O MEC (Ministério da Educação) abriu as inscrições para o primeiro semestre de 2017 do ProUni (Programa Universidade para Todos), programa de bolsas para estudantes de baixa renda ingressarem em instituições privadas de ensino superior.

Nesta edição, o MEC oferece 214.110 bolsas de estudo, entre integrais e parciais (50% de desconto), em instituições de ensino superior. Dessas, 103.719 são integrais e 110.391 parciais. De acordo com o órgão, o número de bolsas ofertado é o maior desde a criação do programa, em 2004, e representa um aumento de 5% em relação ao mesmo período do ano passado (203.602).

Os interessados em obter o benefício têm até as 23h59 da próxima sexta (3) para realizarem as inscrições, que são gratuitas e acontecem exclusivamente no site do ProUni -o candidato poderá pesquisar a partir do nome da instituição, do curso ou da cidade desejada. Cada candidato pode escolher até duas opções de curso e poderá alterá-las ao longo do processo.

Para se inscrever, os candidatos devem indicar o número de inscrição e a senha usados no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2016, além do CPF. Para participar, o candidato precisa ter participado do Enem 2016 e ter obtido no mínimo 450 pontos na média das notas do exame e não ter tirado nota zero na redação.

Além disso, o candidato deve ter cursado todo o ensino médio na rede pública ou ter sido bolsista integral em escola privada; não ter diploma de ensino superior e comprovar renda familiar mensal de até um salário mínimo e meio (R$ 1.320) para bolsa integral e de até três salários mínimos (R$ 2.640) para bolsas parciais. Também podem participar pessoas com deficiência e professores do magistério da rede pública de ensino que integrem o quadro permanente da instituição de ensino.

O ministro da Educação, Mendonça Filho, destacou que o aumento de vagas amplia as oportunidades para os estudantes conquistarem bolsas na educação superior. "Todas as políticas públicas colocadas à disposição dos jovens brasileiros, em especial na área da educação superior, estão preservadas e ampliadas", afirmou.

Até o segundo semestre de 2016, segundo o MEC, o programa já atendeu mais de 1,9 milhão de estudantes, 70% com bolsas integrais. O processo de seleção ocorre duas vezes por ano.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber