Mais lidas
Geral

População americana se divide sobre uso da tortura, aponta pesquisa

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A população dos Estados Unidos encontra-se dividida em relação ao uso da tortura como medida para combater o terrorismo.

Segundo estudo do Centro de Pesquisas Pew divulgada nesta quinta-feira (26), 49% acreditam que em nenhuma circunstância a tortura deveria ser utilizada. Para 48%, porém, a medida é aceitável em algumas circunstâncias.

Entre os homens, é maior o percentual dos favoráveis à tortura em certos casos (53% a 44%). Com as mulheres, invertem-se os números.

O levantamento é divulgado na semana em que o presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou que "devemos combater fogo com fogo" quando questionado sobre o uso de técnicas de interrogatório atualmente proibidas por terem sido consideradas tortura, como o afogamento simulado.

Segundo a imprensa americana, Trump pretende assinar em breve um decreto que pode levar à revisão dessas técnicas de interrogatório e à reabertura de prisões secretas da CIA, fechadas também no governo Obama.

A pesquisa do Pew revela ainda que o uso de tortura em algumas circunstâncias tem maior apoio entre brancos (52%), pessoas com mais de 65 anos (54%) e republicanos ou simpatizantes (71%).

O levantamento ouviu 4.265 adultos entre os dias 25 de outubro e 8 de novembro. A margem de erro é de 3,1 pontos percentuais para mais ou para menos.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber