Mais lidas
Geral

Líder do PCC na fronteira com o Paraguai é extraditado para o Brasil

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Apontado como um dos principais líderes do PCC (Primeiro Comando da Capital) na fronteira com o Paraguai, Carlos Antônio Caballero, o Capilo, está sendo extraditado para o Brasil nesta sexta-feira (20), segundo a imprensa paraguaia.

Capilo foi preso em 2009 e condenado a sete anos de prisão por lavagem de dinheiro, violação da lei de armas e associação criminal. Desde então, ele prestava pena no presídio regional de Pedro Juan Caballero.

Segundo jornais paraguaios, a extradição para o Brasil já tinha sido aprovada em 2011, mas aguardava a conclusão da pena estipulada pela Justiça paraguaia. O Ministério da Justiça brasileiro afirmou que a extradição será feita pela Interpol, mas não deu detalhes por questão de segurança.

O pedido de retorno de Caballero para o Brasil foi feito pela Vara Federal de Ribeirão Preto (a 313 km de São Paulo). Aqui, ele responderá pelo crime de tráfico transnacional e associação para o tráfico de drogas, posse ilegal de explosivos e de armas de fogo e tráfico internacional de armas de fogo e munições de uso proibido ou restrito.

A chegada dele ao Brasil acontece no momento em que conflitos entre facções, inclusive o PCC, provocam matanças em presídios do país. Desde o início do ano, 64 detentos foram mortos no Amazonas, 33 em Roraima e 27 no Rio Grande do Norte.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber