Mais lidas
Geral

Estimado em R$ 3 bilhões, museu de George Lucas vai sair do papel

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Por quase uma década, George Lucas tem prometido construir um museu com seu acervo, que inclui 40 mil pinturas, ilustrações e memorabilia cinematográfica.

Até agora, questões legais haviam impedido a empreitada, mas parece que a ideia finalmente vai sair do papel.

Depois de vários alarmes falsos, o cineasta anunciou que vai decidir, até o fim do mês, se o futuro museu ficará sediado em San Francisco ou em Los Angeles -o que acabou por acirrar a rivalidade entre as duas cidades americanas.

"Esse é o maior presente de um cidadão na história do Estados Unidos. Acho que nossa cidade é a casa natural do museu", disse o prefeito de Los Angeles a agências internacionais.

O Museu de Artes Narrativa George Lucas, como será batizado, pode gerar centenas de empregos. Os prefeitos das duas cidades já até ofereceram locais onde construí-lo.

O criador de "Star Wars" vai bancar a empreitada do próprio bolso. Ele deve gastar mais de US$ 1 bilhão (cerca de R$ 3 bilhões) para construir o museu, cuja coleção inicial de obras de arte tem valor estimado de US$ 400 milhões.

A instituição já tem até um projeto arquitetônico, feito pelo chinês Ma Yansong -com uma aparência futurística que parece uma misura do Guggenheim com uma nave espacial.

"Não é só um enorme presente filantrópico para uma cidade e para o mundo, mas também uma concepção única de museu", disse Don Bacigalupi, historiador da arte e museólogo contratando por Lucas para ser o presidente da futura instituição.

"É claro que esperamos o dia em que poderemos levar as obras de arte para o museu."

O Museu de Arte Narrativa não será, como chegou a se supor, um depósito para a memorabilia de "Star Wars". A ideia é mostrar como George Lucas gastou o dinheiro ganho como cineasta e que seus interesses estão além do cinema.

Na coleção de Lucas, há dez mil pinturas e ilustrações, o que inclui obras de Norman Rockwells, do impressionista francês Edgar Degas e do americano Keith Haring. Também há ilustrações de livros infantis, como os trabalhos de Beatriz Potter em "Peter Rabbit".

CINEMA

Mas, sim, o cinema também fará parte do museu, com cerca de 30 mil itens -o que inclui os storyboards e figurinos de "O Mágico de Oz", "Casablanca" e, é claro, "Star Wars".

Lucas deve dedicar parte do museu aos quadrinhos e outras artes do tipo, com o intuito de atrair um público que não costuma ir a museus.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber