Geral

Avião do Ministério da Defesa russo faz pouso forçado na Sibéria

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Ao menos 16 pessoas ficaram feridas durante um pouso forçado de um avião do ministério da Defesa da Rússia, no fim da noite deste domingo (18), na Sibéria.

A aeronave Ilyushin-18, que transportava 32 passageiros e sete tripulantes, fez um pouso de emergência às 4h45 de Moscou (23h45 de Brasília) na república de Sakha-Yakutia, na Sibéria oriental, de acordo com a agência de notícias russa RIA Novosti.

Todos os que estavam a bordo do avião sobreviveram, mas três foram levados ao hospital em estado grave. As vítimas são oficiais da região de Krasnoyarsk, na Sibéria.

O avião militar deveria pousar na área do porto de Tiksi, quase 1.100 km ao norte de Yakutsk, a capital regional.

A aeronave foi localizada a 30 km da base, segundo as autoridades, que atribuem o acidente a "fortes ventos com rajadas".

O ministério da Defesa anunciou que enviou um avião especial ao local para transportar os feridos a Moscou e São Petersburgo.