Mais lidas
Geral

Polícia das Filipinas dispersa protesto em frente à embaixada dos EUA

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A polícia das Filipinas usou bombas de gás lacrimogêneo e jatos de água para dispersar cerca de mil pessoas que, nesta quarta (19), protestavam contra os EUA em frente da embaixada do país, em Manila. Imagens divulgadas mostram um furgão da polícia avançando contra manifestantes.

A manifestação ocorre ao mesmo tempo em que o presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, visita a China para estreitar laços com a segunda maior economia do mundo, enquanto se deterioram as relações com os EUA, tradicional aliado, alimentado pela controversa guerra às drogas conduzida por Duterte.

Durante o protesto, 29 pessoas foram presas; 10 foram levadas ao hospital após serem atingidas por uma van da polícia. A manifestação foi convocada para pressionar os EUA a retirar suas tropas do sul da ilha de Mindanao, a segunda maior das Filipinas.

Em uma série de declarações polêmicas, Duterte insultou o presidente norte-americano, Barack Obama, e o embaixador dos EUA em Manila por questionar a guerra às drogas nas Filipinas, que levou à morte de cerca de 2.300 suspeitos de tráfico e de consumo de entorpecentes.

Após semanas de retórica antiamericana, porém, Duterte disse que seu país continuará mantendo seus atuais tratados de defesa e suas alianças militares.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber