Geral

Astronauta Scott Kelly volta à Terra a bordo de nave soviética

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Os astronautas Scott Kelly e Mikhail Kornienko retornam à Terra após quase um ano a bordo da Estação Espacial Internacional.
Ao todo, Kelly passou 340 dias no espaço, um recorde para um astronauta da Nasa, embora fique atrás do russo Valeri Polyakov, que conseguiu suportar 438 dias entre 1994 e 1995.
Os dois astronautas saíram da estação espacial e embarcaram em uma nave Soyuz —mininave criada pelos soviéticos com capacidade para até três astronautas— que está programada para se desacoplar da estação rumo à Terra por volta das 20h.
Espera-se que eles pousem no Cazaquistão antes da meia-noite. A Nasa disponibilizou um vídeo onde é possível acompanhar a transmissão ao vivo do retorno dos astronautas.
O principal objetivo da estadia de Kelly e Kornienko no espaço é possibilitar o estudo a cerca dos efeitos da microgravidade sobre o corpo humano, de modo a preparar os astronautas para voos mais longos, para Marte e além.
As condições espaciais são extremamente agressivas com o corpo humano, gerando atrofia muscular e óssea por conta da ausência de gravidade. O que os médicos da Nasa pretendem pesquisar são os efeitos de uma estadia mais longa, uma vez que uma viagem espacial regular dura cerca de seis meses.
Os resultados da pesquisa sobre os efeitos dessa estadia prolongada no corpo dos dois astronautas deve ser publicado em seis meses, segundo a Nasa.
CELEBRIDADE
Enquanto não estava ocupado com os cerca de 400 experimentos que foram feitos na Estação Espacial Internacional durante esse período, Scott Kelly se tornava uma celebridade virtual, com milhares de seguidores no Twitter e Instagram. Ele postou quase duas fotos por dia de viagem, além de um vídeo em que aparecia vestido de gorila.