Geral

Mães com zika devem continuar a amamentar, recomenda a OMS

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Mulheres infectadas com o vírus da zika devem continuar a amamentar os seus bebês pois não há provas de que haja risco de transmissão, disse nesta quinta (25) a OMS (Organização Mundial da Saúde).
"Segundo as provas existentes, os benefícios da lactância materna para o bebê e para a mãe superam qualquer risco de transmissão do vírus da zika através do leite materno", conclui a OMS em suas recomendações dirigidas às autoridades dos países afetados pela epidemia.
Em sua passagem pelo Brasil, a diretora-geral da OMS, Margaret Chan, disse que, apesar dos esforços do governo, a crise provocada pelos surtos de zika e microcefalia "pode piorar antes de melhorar".
"Não será surpresa se aparecerem casos de microcefalia em outros Estados", afirmou Chan, em entrevista nesta quarta (24) após visitar instalações da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio.
A OMS recordou que o vírus foi detectado no leite materno de duas mães contaminadas. "Mas não há atualmente nenhuma prova de uma transmissão de zika aos bebês através da amamentação materna", enfatizou.