Geral

Corte francesa dá aval para retirada de parte dos imigrantes de Calais

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Uma corte francesa deu aval, nesta quinta-feira (25), para que as autoridades desalojem centenas de imigrantes de um acampamento em Calais, ao norte do país.
Apesar de a retirada das pessoas ter sido validada pela corte administrativa de Lille, que rejeitou um recurso contra uma ordem de retirada, a medida não deve ser implementada imediatamente.
A autorização é apenas para a retirada das tendas e dos barracos localizados ao sul do acampamento, conhecido como "a selva". Escolas e templos na área sul deverão ser preservados.
A administração local avalia que o número de pessoas vivendo na área sul do acampamento esteja entre 800 e 1.000, mas grupos humanitários falam em 3.000 pessoas, incluindo crianças desacompanhadas.
O acampamento reúne imigrantes vindo principalmente da Síria, do Afeganistão e do Iraque que tenham continuar viagem irregularmente até a Grã-Bretanha.
Apesar das condições precárias do local, os imigrantes não aceitaram ir para centros que acolhem temporariamente estrangeiros em outras cidades francesas.