Mais lidas
Geral

Nova lei de zoneamento de SP prevê mais de uma vaga de garagem

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Alteração no texto da nova lei de zoneamento vai permitir que sejam construídos apartamentos com mais de uma vaga na garagem nas grandes avenidas de São Paulo, com estrutura de transporte público.
Trata-se de uma mudança que derruba uma importante característica do plano original, do prefeito Fernando Haddad (PT), que prevê, justamente, reduzir o número de garagens para colocar menos carros nas ruas ao longo das vias com corredores de ônibus e estações do metrô.
No texto original, a previsão era de uma vaga na garagem nessas áreas. A lei deve ir para votação até a noite desta quinta-feira (25). A mudança foi antecipada pelo jornal "O Estado de S. Paulo" e confirmada à reportagem na manhã desta quinta pelo relator do projeto, Paulo Frange (PMDB).
Com isso, os vereadores da base aliada de Haddad cederam à pressão do mercado imobiliário, que pedia que os edifícios novos pudessem ter mais de uma vaga de garagem, o que viabiliza a venda de apartamentos, na visão de construtoras. De acordo com a mudança, as construtoras também poderão elaborar projetos com apartamentos maiores do que os previstos inicialmente.
Essa é a segunda mudança significativa do plano em pontos considerados fundamentais pela gestão Haddad para traçar um novo modelo urbanístico na cidade. A outra é o veto a bares e restaurantes em bairros como Jardins, Pacaembu e City Lapa, conforme antecipou a Folha de S.Paulo na semana passada.
A gestão Haddad defendia a maior oferta de estabelecimentos nessas áreas. Mas, após forte resistência de moradores, a administração aceitou a mudança, porém, somente nesses bairros. A exceção deixou outros bairros residenciais em polvorosa. Eles exigem que o benefício seja estendido a eles.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber