Mais lidas
Geral

Jurado que "esqueceu" nota de escola de samba de SP criticou desfile da campeã

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O jurado das escolas de samba de São Paulo que deixou de dar sua nota à Império de Casa Verde, viu erros no desfile da agremiação que saiu campeã do Carnaval paulista deste ano.
Embora tenha visto erros, o fato do jurado Jorge Martins ter supostamente esquecido de atribuir uma nota à escola acabou fazendo com que a Império de Casa Verde fosse agraciada com uma nota dez, de acordo com o regulamento da Liga Independente das Escolas de Samba de São Paulo. A Liga Independente das Escolas de Samba de São Paulo, no entanto diz que independente da nota dada pelo jurado, o resultado Carnaval paulista não seria alterado.
A CONFUSÃO
Na madrugada do último domingo (7), segundo dia dos desfiles no sambódromo de São Paulo, o jurado Jorge Martins tinha a responsabilidade de avaliar a evolução das escolas de samba na avenida, reparando se cada agremiação deixaria buracos ao longo de sua passagem.
Na cédula da Liga, Martins deveria apresentar uma nota de oito a dez e uma justificativa para a avaliação feita. Ao analisar o desempenho da Império de Casa Verde, Martins declarou ter visto pelo menos quatro erros no desfile da agremiação. Ele, no entanto, não apontou a nota merecida pela escola.
O fato só veio a público na última terça-feira (9), quando os envelopes com as notas foram abertos durante a apuração de quem seria a campeã do Carnaval Paulista.
Pelo regulamento, na ausência de nota, a escola tem a maior nota do quesito duplicada. Por isso que, mesmo que o jurado tenha visto erros no desfile da Império, a escola acabou ganhando uma nota dez, que havia sido dada por outro jurado, localizado em outro ponto do sambódromo.
Martins escreveu em sua avaliação que: "Houve espaçamentos não técnicos entre a ala 2 e a 1ª alegoria e entre a ala 6 e a 2ª alegoria, prejudicando a sintonia e a continuidade. Integrantes da ala 17 invadiram a ala 16, a 5ª alegoria invadiu o perímetro da ala 19, comprometendo a sintonia e a continuidade".
Ainda que tenha criticado a evolução da escola, caso o jurado tivesse dado uma nota muito baixa, sua nota seria eliminada, de acordo com o regulamento da Liga. Nessa hipótese, a Império de Casa Verde empataria com a segundo colocada, a Acadêmicos do Tatuapé, no número de pontos. Ainda assim, no critério de desempate, que neste ano foi o desempenho no quesito fantasia, a Império levaria o troféu do Carnaval paulista.
A Liga disse que as regras do Carnaval são decididas e acordadas previamente por todas as escolas de samba participantes.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber