Mais lidas
Geral

Ministro admite atraso em entrega de kits para diagnóstico de dengue

.

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O ministro da Saúde, Marcelo Castro, admitiu nesta quinta-feira (11) que houve atrasos na entrega de kits com exames para diagnóstico de dengue a alguns Estados do país.
Segundo Castro, a demora ocorreu devido a problemas no processo de licitação dos testes sorológicos capazes de detectar e confirmar a doença. O ministro evitou comentar, no entanto, quais Estados sofreram com o atraso. A demora no repasse dos testes, que já chega a cinco meses, foi divulgada pelo jornal "O Globo".
Em nota, a superintendência da Vigilância Epidemiológica do Rio de Janeiro confirma que "ainda não recebeu a cota de kits sorológicos para dengue, que é encaminhada pelo Ministério da Saúde." Situação semelhante ocorre no Estado de São Paulo, onde cerca de 2.500 kits foram pedidos pelo Instituto Adolfo Lutz.
Segundo Castro, cerca de 100 mil kits estão sendo distribuídos aos Estados para resolver o problema. "Os kits estão sendo distribuídos para todo o Brasil em quantidade suficiente", disse.
"Houve uma pequena demora, já corrigida", afirmou o ministro, após encontro para divulgar a parceria com a Universidade do Texas para desenvolvimento de uma vacina contra o vírus da zika.
A demora ocorre após o Brasil registrar a pior epidemia de dengue da história em 2015, quando houve cerca de 1,6 milhão de casos da doença e 863 mortes.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber