Mais lidas
Geral

Grávidas de Ribeirão Preto com manchas no corpo farão exame de zika

.

MARCELO TOLEDO
RIBEIRÃO PRETO, SP (FOLHAPRESS) - Grávidas de Ribeirão Preto (a 313 km de São Paulo) que apresentarem manchas avermelhadas no corpo serão submetidas a exames para identificar se contraíram o vírus da zika, que vem sendo associado à microcefalia em recém-nascidos.
Até o momento, 140 gestantes já fizeram exames de sangue, mas ainda aguardam os resultados. O exame deve ser feito até o quinto dia do aparecimento dos sintomas.
Com epidemia de dengue e em estado de emergência devido à infestação do mosquito Aedes aegypti (transmissor de dengue, zika e chikungunya), Ribeirão Preto abre na próxima quinta-feira (11) um polo de atendimento exclusivo a vítimas de doenças transmitidas pelo mosquito. A cidade é uma das que estão 'caçando' médicos para tratar pacientes infectados pelo Aedes aegypti.
Boletim da Vigilância Epidemiológica referente aos 15 primeiros dias do ano mostra que a cidade já tem 927 casos confirmados de dengue -em dezembro, foram registrados outros 944- e 18 suspeitos de chikungunya.
Em todo o ano passado, foram confirmados oito casos de zika, dois de chikungunya e 4.949 de dengue.
ESTUDOS
Com o avanço do zika no país, a USP (Universidade de São Paulo) de Ribeirão Preto iniciou um estudo que pretende reunir 3.000 gestantes, que serão submetidas todos meses a exames de sangue para analisar se e em qual momento houve infecção pelo vírus.
O estudo, que deve ter custo total de R$ 500 mil, deve ser concluído no segundo semestre de 2017.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber