Mais lidas
Geral

Homens armados metralham açougue de imigrantes islâmicos na Córsega

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um grupo de homens armados ainda não identificado abriu fogo nesta quarta-feira (3) contra um açougue halal -que vende carne de animais abatidos conforme princípios islâmicos- em Propriano, na ilha mediterrânea da Córsega.
Segundo Eric Bouillard, promotor de Ajaccio, capital do território francês, ninguém ficou ferido no ataque à loja gerida por imigrantes muçulmanos. A porta do estabelecimento foi cravejada de balas, assim como alguns equipamentos, durante a madrugada.
Bouillard disse que, após a análise, a perícia determinou que os projéteis usados eram de armas pesadas, como fuzis e metralhadoras. Até o momento, nenhum grupo ou organização reivindicou o ataque.
A ação acontece após meses de tensão entre moradores da ilha e muçulmanos. Na noite de Natal, bombeiros foram atacados por 20 pessoas armadas com barras de ferro e pedaços de pau em um bairro pobre de Ajaccio.
A região onde ocorreu o ataque concentra grande número de imigrantes vindos do norte da África, motivo pelo qual grupos regionalistas protestaram contra os estrangeiros, em alguns casos com discurso racista.
Em seguida ao ato, que foi pacífico, dezenas de manifestantes saquearam uma mussala -sala de oração islâmica-, onde também queimaram exemplares do Alcorão, além de atacarem um restaurante árabe.
A tensão entre muçulmanos e partidários da extrema-direta é intensa na França desde os protestos nas periferias das grandes cidades francesas, há pouco mais de dez anos.
O fenômeno, no entanto, ganhou força no ano passado com os atentados ao jornal "Charlie Hebdo" e a um mercado kosher em janeiro, que deixou 17 mortos, e à série de ataques de Paris, em novembro, com 130 mortos.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber