Mais lidas
Geral

Policiais civis de Pernambuco decidem entrar em greve

.

KLEBER NUNES
RECIFE, PE (FOLHAPRESS) - Em assembleia realizada nesta terça-feira (2), a Polícia Civil de Pernambuco decretou estado de greve. A paralisação da categoria começará a 0h do próximo dia 6, sábado de Carnaval.
Os policiais civis reivindicam que o Governo de Pernambuco envie para a Alepe (Assembleia Legislativa de Pernambuco) o projeto de lei que revisa o plano de cargos e carreiras. Segundo o advogado do Sinpol-PE (Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco), Josualdo Campos, a mudança aumentaria 0,5% a faixa salarial.
"Foi acordado com o governo, no último dia 2 de dezembro, que o projeto de lei seria enviado no primeiro dia atividades a Alepe. O que não foi cumprido", afirmou Campos.
Com a paralisação, serviços como registros de boletins de ocorrência e investigação poderão ser comprometidos. "Vamos respeitar a lei e manter os serviços essenciais. Quais serviços serão esses, é que vamos definir quinta-feira (4) em uma nova assembleia", disse o advogado.
Pernambuco tem um contingente de 4.800 policiais civis. Número que permanece inalterado há 10 anos. "A categoria recebe um dos piores salários do país e, por isso, quem passa no concurso não quer ficar, devido a desvalorização", afirmou Campos.
Por meio da assessoria da imprensa, a Secretaria de Defesa Social informou que ainda não foi notificada da paralisação e, portanto, não iria se pronunciar.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber