Geral

Presidente argentino planeja tirar retratos de Kirchner da Casa Rosada

.

LUCIANA DYNIEWICZ
BUENOS AIRES, ARGENTINA (FOLHAPRESS) - O novo presidente da Argentina, Mauricio Macri, está apagando os rastros deixados pela sua antecessora, Cristina Kirchner.
Nos próximos dias, imagens do ex-presidente Néstor Kirchner deverão ser retiradas das paredes da Casa Rosada, segundo o jornal "La Nación".
Os quadros estão hoje em vários escritórios da sede do Executivo argentino. Apenas o busto de Néstor, que fica no salão dedicado aos ex-presidentes, será salvo.
Ainda deverão ser guardados os retratos de políticos próximos ao kirchnerismo, como o do ex-presidente da Venezuela Hugo Chávez. O venezuelano ocupava lugar de destaque em um balcão próximo ao Salão das Mulheres, que homenageia argentinas como Eva Perón e as mães da Praça de Maio.
O salão também já recebeu modificações. Inaugurado por Cristina em 2009, ele era uma espécie de auditório. Macri mandou instalar mesas e computadores no local, transformando-o em escritório. Os quadros das mulheres, no entanto, permaneceram.