Geral

1° ato contra reajuste de tarifas durou cerca de 2 horas na zona oeste de SP

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um protesto contra o aumento nas tarifas do transporte público prejudicou o trânsito na região da Lapa, zona oeste de São Paulo, na manhã desta sexta-feira (8). O ato durou pouco mais de duas horas. Uma nova manifestação está marcada para o final desta tarde.
Um grupo de aproximadamente 30 pessoas ligadas ao MPL (Movimento Passe Livre) bloqueou o tráfego de veículos na rua Guaicurus, próximo ao terminal da Lapa.
Segundo a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), a manifestação começou por volta das 5h30 e terminou às 7h50. Durante o protesto, os motoristas tiveram dificuldades para trafegar na região. A Polícia Militar foi acionada.
MAIS PROTESTOS
O Movimento Passe Livre fará uma outra manifestação nesta sexta contra o aumento das passagens de ônibus, trem e metrô. A concentração está marcada para as 17h, em frente ao Theatro Municipal, na região central da cidade. O protesto ainda não tem trajetória definida, mas deve complicar o trânsito na região.
O preço da tarifa dos trens da CPTM, assim como do metrô e dos ônibus de São Paulo, vão aumentar a partir de sábado (9).
O governador do Estado, Geraldo Alckmin (PSDB), e o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), decidiram reajustar as passagens unitárias de R$ 3,50 para R$ 3,80. O aumento de 8,6% será um pouco abaixo da inflação acumulada —o IPCA de 2015 ficou em 10,67%.