Geral

Atentado contra academia de polícia deixa ao menos 60 mortos na Líbia

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A explosão de um carro-bomba perto de uma academia de polícia em Zliten, no Oeste da Líbia, deixou ao menos 60 mortos e 200 feridos nesta quinta-feira (7), informaram autoridades locais.
Nenhuma facção assumiu a autoria do ataque, mas é sabido que uma filial da milícia radical Estado Islâmico (EI) atua na região.
Autoridades acreditam que o número de vítimas, composto principalmente por policiais, deve aumentar.
Onde fica Zliten
Este é um dos maiores atentados do tipo registrados na Líbia desde a morte do ditador Muammar Gaddafi, em 2011, na esteira dos acontecimentos do levante popular conhecido como Primavera Árabe.
A derrubada do regime mergulhou o país no caos, dando espaço para grupos extremistas expandirem sua influência.
Atualmente, estruturas paralelas de governo e Parlamento, localizadas em Trípoli e Tobruk, disputam o controle do país.
Em dezembro, representantes dos dois Parlamentos rivais assinaram uma proposta de paz para tentar colocar fim ao conflito que atinge o país.