Mais lidas
Geral

Navio com 11 toneladas de urânio deixa o Irã com destino à Rússia

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um navio com mais de 11 toneladas de urânio pouco enriquecido deixou o Irã com destino à Rússia nesta segunda-feira (28), um grande passo do governo iraniano para cumprir seus compromissos sob o acordo nuclear de 14 de julho com as grandes potências, disse o secretário de Estado americano, John Kerry.
"A transferência incluiu a remoção de todo o material nuclear do Irã enriquecido a 20% que já não estava sob a forma de placas de combustível fabricados para o reator de pesquisas de Teerã", disse ele em comunicado.
"A remoção de todo esse material enriquecido para fora do Irã é um passo significativo para o Irã cumprir seu compromisso de ter não mais do que 300 quilos de urânio pouco enriquecido.
A redução drástica dos estoques deste material, que pode ser usado em armas nucleares, está no centro do acordo firmado entre o Irã e o grupo chamado P5+1 (EUA, Rússia, China, Reino Unido e Alemanha). Em troca, o país terá um alívio nas sanções econômicas.
Pelo acordo, os EUA, a União Europeia e a ONU começariam a levantar suas sanções contra Teerã à medida em que o país persa começasse a cumprir com os compromissos assumidos.
O pacto impossibilitará que o Irã produza, por ao menos dez anos, material suficiente para a confecção de uma bomba e impõe novas provisões para inspeções em instalações iranianas, incluindo militares.
Com o fim das sanções, o Irã poderá se reintegrar à economia mundial após anos de isolamento. Teerã planeja aumentar a produção de petróleo, enquanto empresas estrangeiras passarão a atender um mercado de 80 milhões de pessoas.
O governo do Irã espera que as sanções sejam aliviadas até o fim de janeiro, a tempo de favorecer candidatos governistas nas eleições parlamentares de fevereiro.




×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber