Facebook Img Logo
Mais lidas
Geral

Após oito meses sem radares 'dedo-duro', governo de SP abre licitação

.

CURITIBA, SP (FOLHAPRESS) - O governo de São Paulo publicou, neste sábado (19), um edital de licitação para instalar em rodovias 220 radares fixos do tipo "dedo-duro" -que checam, além do excesso de velocidade, se o veículo é roubado, furtado ou se possui pendências judiciais ou administrativas (como licenciamento atrasado).
As rodovias estaduais paulistas estão sem esse tipo de equipamento há cerca de oito meses, quando foi encerrado o contrato anterior, conforme revelou reportagem da Folha de S.Paulo.
Desde então, o DER (Departamento de Estradas de Rodagem) não havia providenciado uma nova licitação. O órgão negou que o problema fosse a falta de recursos e disse que estava trabalhando num novo edital.
Os radares inteligentes são considerados fundamentais para o trabalho da Polícia Militar Rodoviária. Eles leem as placas e, em quatro segundos, consultam o banco de dados. As informações, então, são repassadas para a base policial mais próxima, o que garante uma abordagem segura pelos policiais.
Ao todo, havia 42 radares fixos desse gênero nas principais rodovias do Estado, entre elas os sistemas Anhanguera-Bandeirantes e Anchieta-Imigrantes, SP-310 (Washington Luís) e SP-304 (Luiz de Queiroz). O contrato venceu em abril.
Atualmente, a polícia utiliza radares "dedo-duro" móveis -há 61 equipamentos desse tipo em operação no Estado, segundo o DER.
O edital publicado neste sábado estabelece um contrato de 15 meses, ao custo de R$ 19,9 milhões (que também engloba outros serviços).
A abertura das propostas será feita no dia 16 de fevereiro de 2016. A expectativa do DER é assinar os contratos até o final de março do ano que vem.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Geral

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber