Facebook Img Logo
Mais lidas
Geral

Dois meses após compra, frota de luxo de R$ 23,8 mi do TJ-RJ vai a recall

.

MARCO ANTÔNIO MARTINS
RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Apenas dois meses após a entrega, a nova frota de luxo do Tribunal de Justiça do Rio, 210 carros Jetta Highline 2.0, ano 2015, seguiu, desde a última segunda (30), para um recall na fábrica da Volkswagen, em São Paulo.
Os veículos, que custaram R$ 23,8 milhões ao Judiciário do Rio, só devem retornar ao Estado em abril de 2016. Durante o período sem os novos carros, os magistrados terão à disposição um outro tipo de Jetta, da linha Comfortline, de menor valor.
A notícia causou rebuliço na sede do Judiciário do Rio. O presidente do tribunal, o desembargador Luiz Fernando Ribeiro de Carvalho, encaminhou um e-mail, em 27 de novembro, explicando a situação aos desembargadores.
Mesmo assim, ele tem sido questionado sobre o caso. Alguns perguntam como a empresa venceu o pregão eletrônico se, em janeiro, os Jettas de 2014 já apresentavam problemas. "Por que tentar um carro semelhante?", questiona um desembargador, que prefere não se identificar.
Outro quis entender como o tribunal fez essa compra com grande número de carros e baixa margem de economia. Os veículos foram vendidos ao tribunal a preço de mercado: R$ 96 mil.
As perguntas ao presidente começaram em maio, quando o desembargador anunciou a troca da frota. Foram comprados 246 veículos para 180 desembargadores. Questionado pela Folha, o Tribunal de Justiça não informou a razão para a compra do excedente de 66 carros.
Houve discussão também sobre a necessidade da troca dos Passats, de ano 2008 e 2010, pelos Jettas, ano 2015. Carvalho argumentou que o TJ poderia arrecadar R$ 11,1 milhões com o leilão dos Passats. No último dia 26, uma reunião entre o tribunal e representantes da Volkswagen selou a ida de 210 Jettas para recall. Todos apresentariam problema nos freios.
Em nota aos desembargadores, a Volkswagen assegurou que "os serviços do recall não comprometerão a originalidade, a qualidade e a confiabilidade dos veículos".




O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Geral

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber