Facebook Img Logo
Mais lidas
Geral

Sobe para 7 o número de escolas estaduais invadidas na Grande SP

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Secretaria do Estado da Educação confirmou nesta sexta-feira (13) que sete escolas da rede paulista foram invadidas por alunos, que protestam contra a proposta de reorganização dos ciclos de ensino.
Três escolas ficam na Grande São Paulo -Valdomiro Silveira, Diadema e Heloísa Assumpção- e as demais na capital paulista -Fernão Dias Paes, Dona Ana Rosa de Araújo, Salvador Allende Gossens e Castro Alves.
A invasão mais recente aconteceu na manhã desta sexta na escola estadual Dona Ana Rosa de Araújo (zona oeste). A Polícia Militar informou que a manifestação começou por volta das 7h40. Já os alunos da escola Valdomiro Silveira, em Santo André (Grande SP), voltaram a invadir a unidade após o término das aulas do período noturno na noite desta quinta (12), informou a secretaria.
Pioneira, a invasão do colégio Fernão Dias Paes, em Pinheiros, na zona oeste de São Paulo, chegou ao seu quarto dia nesta sexta. Os alunos vão participar às 15h de uma audiência de conciliação para negociar a saída da escola depois que a Justiça decretou a reintegração de posse do espaço em até 24 horas.
Juiz, alguns alunos e representantes do governo devem comparecer na audiência de conciliação. A reunião também deve ser acompanhada pela Defensoria Pública do Estado e o Conselho Tutelar, já que alguns dos estudantes são menores de idade.
A secretaria reforça que se mantém aberta ao diálogo com os manifestantes que ocupam os espaços escolares na capital e região metropolitana. A pasta diz ainda que a unidade de ensino será reorganizada e passará a ter somente os anos finais do ensino fundamental. "A reorganização visa melhorar a qualidade de ensino dos estudantes e aprimorar as condições de trabalho dos professores. Estudos mostram que escolas com um único ciclo apresentam rendimento até 10% superior às demais", diz, em nota.
No próximo sábado (14), as unidades da rede estadual abrirão para receber pais e responsáveis para sanar eventuais dúvidas e passar informações sobre a reorganização das escolas. A gestão Geraldo Alckmin (PSDB) vai fechar 94 unidades estaduais a partir de 2016.
OUTROS PROTESTOS
A escola estadual de Diadema, também na Grande SP, foi invadida na terça (10), mas os estudantes estão concentrados em apenas uma parte do pátio e as aulas estão acontecendo normalmente, segundo o governo.
As invasões no colégio Castro Alves, em Santana (zona norte), e Heloísa Assumpção, em Osasco, também na Grande SP aconteceram nesta quinta. Não há informações de quantos alunos protestam nessas unidades.
Na escola estadual Salvador Allende Gossens, em Itaquera (zona leste), os alunos quebraram os cadeados dos portões por volta das 5h e invadiram a unidade. Cerca de cem alunos participam do protesto. Eles colocaram novos no lugar para controlar o acesso. O prédio da escola Salvador Allende será usado pelo Centro Paula Souza ou pela Prefeitura de São Paulo, que poderá transformá-la em creches ou pré-escolas. Os estudantes dizem ter decidido ocupar o local após a diretoria da escola anunciar o fechamento da unidade.




O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Geral

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber