Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Geral

Índice de abstenção no 1º dia de prova chega a 25,31%

.

NATÁLIA CANCIAN
BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O primeiro dia de provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) fechou com um índice de abstenção de 25,31%, segundo balanço divulgado pelo Ministério da Educação. Cerca de 1,8 milhão de estudantes inscritos deixaram de participar das provas neste sábado (24).
O índice é menor do que o registrado na edição anterior, segundo o ministro Aloizio Mercadante. Em 2014, as abstenções nos dois dias do exame foi de 28,9%.
O Estado com o menor índice de abstenção no primeiro dia de provas foi Paraíba, com 20%. Já o maior foi registrado em Roraima, com 34,9%.
Em São Paulo, 26,7% dos inscritos faltaram ao primeiro dia do exame. No Rio de Janeiro, esse índice foi de 25,3%.
Ainda segundo o balanço, 844 mil participantes deixaram de acessar, via internet, o cartão de confirmação do exame, que contém dados do participante e informa o local de provas.
Houve ainda quem deixou para fazer isso de última hora, segundo os dados do MEC. Entre 12h e 12h30, faltando meia hora para o fechamento dos portões, cerca de 5.000 participantes acessaram o cartão.
Outros 17 mil deixaram para saber o local de prova apenas uma hora antes do horário previsto para a abertura dos portões.
ELIMINAÇÕES
Na avaliação do ministro, o exame ocorreu sem incidentes graves. Ainda assim, 364 participantes foram eliminados no início ou ao longo da prova por descumprirem as regras do edital.
Destes, 330 foram eliminados porque portavam equipamentos eletrônicos ou papéis durante a prova. O número engloba ainda os participantes que decidiram se ausentar da prova antes do horário permitido para saída.
Outros 34 foram eliminados porque portavam "objetos inadequados", verificados por meio de detectores de metais - é o caso de pontos eletrônicos, por exemplo. Os casos estão sendo investigados pela Polícia Federal. "Sabíamos que algumas pessoas tentariam fraudar o exame, mas seriam eliminados", afirma Mercadante.
Também houve um caso de uma participante eliminada por postar uma foto nas redes sociais do local de prova, segundo o MEC. "Ela reconheceu o erro e foi eliminada", disse.
O balanço do primeiro dia de provas aponta ainda o registro de cinco casos de emergências médicas. Em Campo Grande (MS), uma jovem de 22 anos que estava na equipe de aplicação do exame teve convulsões e faleceu.
Também houve queda de energia em 19 escolas, o que prejudicou temporariamente a aplicação do exame. Os locais não foram informados.
SINALIZAÇÃO
Mercadante também respondeu às críticas de estudantes que reclamaram da sinalização nos locais de prova.
Em São Paulo, alguns participantes que foram fazer a prova na Uninove afirmaram terem perdido o prazo de fechamento dos portões por dificuldades em encontrar os prédios.
Para o ministro, os argumentos de que o local estava mal sinalizado "não procedem".
"É uma universidade onde os estudantes entram todos os dias. Me pergunte porque 25 mil entraram e outros poucos não conseguiram entrar", disse. "São 0,002% que não entraram."
"Mesmo que tenha identificação que não seja a melhor, essas situações ocorrem todos os anos e só deixarão de acontecer se as pessoas verificarem o trajeto com antecedência", afirma. "Deixamos no portal do MEC por 22 dias os locais onde os participantes fariam a prova. E recomendamos a todos que percorressem com antecedência e chegassem uma hora antes."

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Geral

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber