Facebook Img Logo
Mais lidas
Geral

Morre 13º funcionário de ONG que teve hospital bombardeado pelos EUA

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A ONG Médicos Sem Fronteiras anunciou nesta sexta-feira (23) a morte de mais um de seus funcionários devido ao bombardeio norte-americano a um hospital que administra em Kunduz, no Afeganistão. O ataque ocorreu em 3 de outubro.
"O número de mortos continua aumentando, com a confirmação do falecimento de mais um de seus profissionais. Em 23 de outubro, constam nos dados revisados 13 profissionais de MSF mortos e um ainda não reconhecido; e dez pacientes mortos e dois também não reconhecidos", informa a nota da organização.
A MSF diz que os esforços agora são para identificar sete outros corpos irreconhecíveis encontrados nos destroços do hospital; todos foram enterrados.
A nota acrescenta que, "infelizmente, pode ser que esses não sejam os números finais".
Até o momento, são 27 os profissionais da MSF feridos no ataque, além de muitos pacientes e acompanhantes.
O nota informa ainda que a destruição do centro de trauma de MSF, com 94 leitos, "terá um enorme impacto no acesso a cuidados cirúrgicos de emergência para centenas de milhares de pessoas", já que o hospital era a única instalação do tipo no noroeste do Afeganistão, com mais de 400 profissionais habilitados para oferecer cuidados cirúrgicos, pós-operatórios e de reabilitação.
Segundo a MSF, mais de 22 mil pacientes receberam cuidados no hospital e mais de 5.900 cirurgias foram realizadas no último ano.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas de Geral

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber