Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Geral

Maduro diz ver 'ameaça de golpe' no Brasil

.

SAMY ADGHIRNI
CARACAS, VENEZUELA (FOLHAPRESS) - O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse na noite desta terça-feira (11) que a colega brasileira, Dilma Rousseff, é alvo de um mesmo suposto ataque golpista que busca derrubar vários governos de esquerda na América Latina.
"Existem ameaças de golpe de Estado no Brasil nos próximos meses", disse o presidente em seu programa semanal de rádio e TV, "Contato com Maduro".
"Se se atrevem a se meter com o Brasil, o que será do resto?", questionou Maduro.
Ele citou também "tentativas de desestabilização" contra os governos da Bolívia, do Equador e da própria Venezuela.
Não estava claro a quem Maduro se referia, mas a menção à situação sul-americana surgiu logo após críticas aos EUA, às "oligarquias" e à "ultradireita" que, segundo ele, são inimigas "dos povos".
"Não poderão contra os movimentos revolucionários e progressistas da América Latina", afirmou.
O Brasil foi o caso mais citado no programa. Maduro disse que Dilma foi eleita com uma "quantidade impressionante de votos" no ano passado e a chamou de "grande presidente."
"Tentaram de tudo para sabotar a Copa do Mundo no Brasil. Disseram que não ia acontecer, que o [governo brasileiro] não dava conta de terminar as obras. Insultaram a presidente Dilma. Mas acabou sendo o melhor mundial da história", disse Maduro, que prometeu "acompanhar sempre o povo brasileiro."
Maduro se referiu ainda ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que, segundo ele, "levou o Brasil ao melhor nível de desenvolvimento de sua história."
As declarações do presidente indicam preocupação de Caracas com a possibilidade de impeachment contra Dilma.
Além dos laços econômicos estreitos, que permitem à Venezuela manter investimentos e importações de alimentos do Brasil apesar das dificuldades de pagamento, o governo brasileiro é visto por Caracas como um aliado político imprescindível.
Setores da oposição venezuelana torcem silenciosamente por uma mudança de governo no Brasil para isolar e enfraquecer ainda mais a presidência de Maduro, já assolada pela crise econômica e pela degringolada do preço do petróleo, principal fonte de renda da Venezuela.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Geral

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber