Facebook Img Logo
Mais lidas
Geral

Coreia do Norte atrasará relógio em 30 minutos para ter hora oficial própria

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Coreia do Norte anunciou nesta sexta-feira (7) que adotará um novo fuso horário oficial, exigindo que todos os relógios do país sejam atrasados em 30 minutos em um gesto de caráter nacionalista.
Deste modo, a partir de 15 de agosto, dia em que se lembra o 70º aniversário da libertação do domínio colonial japonês, a hora norte-coreana passará a ser GMT+8h30 no lugar da atual GMT+9h (GMT representa o horário do meridiano de Greenwich, no Reino Unido).
O GMT+8h30 era o fuso horário de toda Coreia até que em 1912 foi antecipado em meia hora pelo Império Japonês, que dominou a península entre 1910 e 1945, para que coincidisse com a de Tóquio.
Depois da libertação em 1945, a Coreia do Norte continuou com o fuso horário japonês (GMT+9h).
"Os perversos imperialistas japoneses cometeram crimes imperdoáveis na Coreia, chegando inclusive a privar ao país de seu horário padrão", expressou em comunicado a agência oficial norte-coreana KCNA ao anunciar a decisão.
A Coreia do Sul também modificou seu horário, em 1954, para marcar a ruptura com o Japão, mas retrocedeu em 1961, quando o general Park Chung-hee chegou ao poder via golpe militar. O dirigente resolveu que os dois principais aliados dos Estados Unidos na região -Seul e Tóquio- deveriam caminhar juntos.
Segundo analistas sul-coreanos, a mudança de hora no país vizinho poderia causar alguns desajustes, como no caso dos horários no polígono industrial conjunto da cidade norte-coreana de Kaesong, embora não se espere problemas maiores.
A Coreia do Norte não será o único país com o fuso horário deslocado em meia hora em relação ao padrão internacional. Dentre os países que adotam esta prática, estão Venezuela, Índia e Mianmar.




O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Geral

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber