Facebook Img Logo
Mais lidas
Geral

Zimbábue desmente morte do leão Jericho

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A direção dos parques nacionais do Zimbábue desmentiu neste domingo (2) os boatos sobre a morte de outro leão do parque de Hwange, uma semana depois da comoção provocada pela morte do leão Cecil, abatido por um caçador americano.
Neste sábado (1º), o Zimbabwe Conservation Task Force, grupo conservacionista do país, disse em sua página do Facebook que Jericho havia sido morto a tiros na reserva de Hwange. A organização também já desmentiu a informação.
"Pedimos desculpas por relatar que ele havia morrido, mas estávamos confiantes de que nossas fontes eram de fato seguras", informou o grupo.
O comunicado da diretoria responsável pelos parques e a proteção da fauna selvagem do Zimbábue afirma que "o leão conhecido pelo nome de Jericho continua vivo".
Ele é parte de um projeto de pesquisa sobre a longevidade da espécie coordenado pelo cientista britânico Brent Stapelkamp, que fotografou o animal na manhã deste domingo.
O comunicado destaca ainda que Cecil e Jericho não são irmãos, como chegou a afirmar o Task Force.
A informação equivocada provocou uma nova comoção nas redes sociais, onde há vários dias internautas manifestam sua ira pela morte de Cecil, um animal símbolo do Zimbábue, no início de julho, em ação de Walter Palmer, um caçador de Minnesota (EUA).
O Zimbábue solicitou na sexta-feira (31) a extradição de Palmer pela morte de Cecil, uma das principais atrações do parque Hwange.
Em um comunicado divulgado há alguns dias, o caçador afirma que não percebeu que se tratava de um animal protegido até que, uma vez abatido, se aproximou e observou o colar de monitoração GPS.
O guia que o acompanhava afirmou à agência AFP que a permissão de caça estava dentro da lei e que seu cliente é inocente.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Geral

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber