Facebook Img Logo
Mais lidas
Geral

"É dever cobrar municípios que não pagam conta de água", afirma Alckmin

.

GUSTAVO URIBE
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), defendeu nesta segunda-feira (20) que a Sabesp, empresa de saneamento básico, aumente a cobrança sobre municípios paulistas que fizeram dívidas no pagamento da conta de água.
Com um prejuízo financeiro causado pela crise hídrica, a companhia estadual enviou na semana passada para o Cadin (cadastro estadual de inadimplentes) uma lista de 22 municípios que estão com fatura aberta.
"É dever da empresa cobrar aqueles não pagam, especialmente quando são órgãos públicos. É claro que se há uma dívida maior, pode-se parcelá-la e busca-se um entendimento", afirmou.
Segundo o tucano, se os consumidores são obrigados a pagar a conta de água, os órgãos públicos não têm motivo para se manterem inadimplentes.
"Eu tive uma surpresa, porque fui prefeito da minha cidade natal, Pindamonhangaba (SP), e nunca passou pela minha cabeça a prefeitura não pagar conta de água. Se todo mundo paga, como um órgão público não paga?", questionou.
Em entrevista à reportagem, o presidente da Sabesp, Jerson Kelman, explicou que, além da cobrança das prefeituras, a empresa colocará terrenos e imóveis inativos à venda e abrirá até setembro um feirão com condições atraentes para que devedores públicos e privados possam renegociar seus débitos.
"A Sabesp está tomando medidas que são necessárias e corretas", disse o governador. "Ela não deve ficar com terrenos que não pretende utilizar, porque podem ser invadidos", afirmou.
O tucano inaugurou também nesta segunda-feira (20), na capital paulista, nova unidade de produção com o uso de membranas da Estação de Tratamento de Água do Alto da Boa Vista, do Sistema Guarapiranga.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Geral

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber