Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Geral

Bandeira confederada é celebrada no interior de SP

.

Imagem mostra bandeira confederada, hasteada na frente do Capitólio estadual da Carolina do Sul
Imagem mostra bandeira confederada, hasteada na frente do Capitólio estadual da Carolina do Sul

O debate sobre a bandeira dos Estados Confederados voltou a ganhar fôlego entre os americanos após o massacre na semana passada em uma histórica igreja da comunidade negra na cidade de Charleston, em que um atirador matou nove pessoas - um crime que teria sido motivado por ódio racial.A bandeira foi usada pelos Estados do sul do país durante a Guerra Civil (1861-1865), quando estes, os chamados Estados Confederados, buscaram independência para impedir a abolição da escravatura. Para os negros, a bandeira é vista como um símbolo da supremacia branca.Mas não é apenas nos Estados Unidos que a polêmica bandeira é hasteada. Ele é alçada às alturas também em Santa Bárbara D'Oeste, uma cidade no interior deSão Paulo, a 140 quilômetros da capital.

Todos os anos, há uma festa tradicional dos descendentes dos cerca de 10 mil confederados que deixaram os Estados Unidos com destino ao Brasil durante a Guerra Civil americana."A Festa Confederada tem coisas que são estereótipos do sul do país (EUA) como dançar 'square dance' (semelhante às quadrilhas), comer frango frito e ouvir George Strait (cantor de country)", conta Asher Levine, correspondente da agência de notícias Reuters em São Paulo."E a bandeira dos Estados Confederados está em todos os lugares."

'Cena surpreendente' Apesar de estarem na sexta ou sétima geração, muitos moradores de Santa Bárbara ainda mantêm uma forte ligação com a cultura sulista americana e ficam orgulhosos de portar a bandeira confederada.Mas segundo Levine, para os moradores, a bandeira é mais um símbolo étnico do que político."Até um certo ponto, eles se veem como etnicamente americanos", diz o jornalista. "Em um festival italiano, você vê pessoas com bandeiras da Itália. Ou no Saint Patrick's Day, com bandeiras da Irlanda. É isso. Não há afiliação política nem nada disso."Com o passar do tempo, os descendentes americanos se misturaram aos brasileiros. 

Assim, há pessoas de diferentes cores de pele carregando a bandeira dos Estados Confederados - uma cena que pode surpreender os americanos."Muitos dos descendentes desses confederados têm sangue africano também, então você vê pessoas negras com a bandeira", diz Levine.Ele conta que conversou com um americano no festival que ficou completamente chocado ao ver uma menina cantando "Amazing Grace" - que costuma ser cantado em igrejas da comunidade negra - com uma bandeira dos Estados Confederados.

O símbolo, aliás, está também em bandeirinhas levadas por crianças e em estampas de vestidos usados por muitas mulheres."Para eles, o simbolismo foi totalmente perdido. Mas, para nós [americanos], é um grande contraste."Levine diz ainda que a matança em Charleston está sendo vista no Brasil mais como um problema do controle de armas do que uma questão racial.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Geral

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber