Facebook Img Logo
  1. Edhucca Banner
Mais lidas
Geral

Laudo sobre promotor argentino é concluído, mas divergência continua

.

MARIANA CARNEIRO
BUENOS AIRES, ARGENTINA (FOLHAPRESS) - Laudo preparado pela junta médica convocada pela promotora Viviana Fein para esclarecer as circunstâncias da morte do promotor Alberto Nisman não chegou à conclusão de que ele teria sido assassinado.
Quatro meses após a morte de Nisman, o grupo de especialistas forenses finalmente concluiu o seu laudo. Eles preparavam o estudo havia três semanas, e o objetivo era confrontar as perícias oficial e paralela -a segunda foi encomendada pela ex-mulher do promotor, Sandra Arroyo Salgado.
O laudo ficou pronto, mas a divergência prossegue.
Isso porque os dois peritos da parte de Salgado, que faziam parte da junta, se recusaram a participar da redação final do documento. Eles entregaram à promotoria a sua versão, em um envelope fechado. Desde que começaram a atuar na causa, eles sustentam que Nisman foi assassinado.
Os demais 13 investigadores, por sua vez, entregaram o laudo nesta quarta (20) à promotora Fein, cuja conclusão é que nenhuma das hipóteses deve ser descartada.
Outra diferença que se mantém é a hora da morte do promotor. Os peritos contratados por Salgado afirmam que Nisman morreu na noite de sábado (17 de janeiro), e os peritos oficiais sustentam que teria sido no domingo (18).
Fein divulgou uma nota nesta quinta (21) explicando os detalhes do "racha" técnico.
A promotora informou que os peritos da parte não participaram de uma reunião marcada para a última sexta-feira (15) e sua ausência foi registrada em ata.
Os demais lhe entregaram um relatório com 203 páginas nesta quarta (20).
A partir de agora, Fein vai trabalhar sobre as conclusões, e um relatório de análise criminalística (que busca verificar como teria ocorrido a ação de assassinato ou suicídio) deve ficar pronto no início de junho.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Geral

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber