Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Geral

​Policial militar cria confusão na hora de pagar a conta em bar, atira em funcionário e acerta cliente

.

Foto: Banda B
Foto: Banda B

Uma confusão generalizada no Bar Brahma, que fica na avenida Getúlio Vargas, no bairro Rebouças, em Curitiba, na noite desta quarta-feira (20) foi protagonizada por dois policiais militares que estavam de folga.

Uma cliente de 27 anos que chegava ao bar foi baleada nas nádegas e outros dois funcionários foram agredidos pelos policiais ao tentarem defender uma mulher que acionava a Polícia Militar (PM). Os feridos não correm risco de morte. A briga aconteceu por volta das 22 horas quando os dois policiais militares se levantaram para pagar a conta e ir embora. No caixa, aconteceu o desentendimento por causa de um cupom adquirido em um site de compras compartilhadas

A pedido de um dos gerentes, a funcionária do Vallet acionou a Polícia Militar (PM) por meio do telefone celular. Foi a partir desse momento que um dos policiais militares partiu para a cima da mulher. Testemunhas viram a cena e afirmaram que a funcionária foi agredida com socos e coronhadas. O marido da mulher que estava sendo agredida tentou defendê-la e também entrou em luta corporal. O soldado Farias, lotado no Batalhão da Polícia Militar Ambiental, teria sacado uma arma e atirado contra o marido da funcionária, que conseguiu desviar.

O disparo de arma de fogo atingiu uma cliente que entrava no bar, no momento da confusão. Além da PM, o Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate), do Corpo de Bombeiros, também foi acionado. “A jovem que foi atingida por um tiro está em estado leve, mas com uma perfuração no glúteo. Já a outra vítima é de agressão, levou coronhada no rosto, que atingiu o nariz, o crânio. Provável que tenha fratura no nariz, mas também não corre risco. Parece que são dois policiais, mas serão averiguadas essas informações”, diz tenente Thiago do Siate. As duas feridas foram levadas ao Hospital Cajuru. Outro funcionário que também foi agredido foi socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Médico Móvel (Samu).

O policial militar que sacou e atirou dentro do bar foi detido por uma equipe do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), a algumas quadras do bar. O outro policial envolvido, lotado no Batalhão de Polícia Militar Rodoviária, permaneceu no bar para prestar os esclarecimentos. O Bar Brahma preferiu não se pronunciar sobre o caso, até que todas as imagens das câmeras de segurança sejam analisadas.

Confira matéria completa AQUI

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Geral

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber