Facebook Img Logo
  1. Edhucca Banner
Mais lidas
Geral

Haddad culpa PSDB por descumprir meta de construção de creches em SP

.

FELIPE SOUZA
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), disse na tarde desta quarta-feira (20) que o PSDB é responsável pelo descumprimento da meta de creches de sua gestão.
A Folha de S.Paulo revelou nesta quarta que o município não conseguirá cumprir a meta de construir de 243 creches até 2016, no final do atual mandato. Uma conta da própria prefeitura prevê que esse número será 40% menor - e deverá se limitar a 147.
Haddad disse que um dos principais motivos para o não cumprimento da meta foi a ação movida pelo PSDB e pela Fiesp no fim de 2013, que barrou o reajuste do IPTU. "Tivemos alguns reveses, sobretudo a ação judicial do PSDB contra o reajuste da planta genérica de valores do IPTU e isso perdeu mais de R$ 1 bilhão. Tivemos que repactuar os cronogramas de investimentos e levamos um ano para ganhar na Justiça aquilo que era direito da cidade", disse.
Para ao menos se aproximar da meta até o fim do mandato, o prefeito disse que vai pedir ajuda aos governos federal e estadual. "Estamos na expectativa de o governo do Estado repassar R$ 40 milhões para a desapropriação de terrenos. Sexta-feira (22), eu tenho um encontro com o governador [Geraldo Alckmin (PSDB)] pedindo para que ele libere esses recursos que foram anunciados ano passado. A verba federal também está no nosso radar para pedimos repasse junto ao Ministério da Educação", afirmou Haddad.
Para diminuir o quanto antes a fila das creches, o prefeito também anunciou que vai usar dinheiro destinado à construção creches para fazer convênios com escolas infantis particulares. "Hoje nós liberamos R$ 61 milhões para convênios. Estamos remanejando recursos de construção para convênios justamente por causa da fila. Quando você faz convênios amplia o número de vagas em unidades já construídas ou que podem ser expandidas", disse.
Questionado se a prefeitura ainda esperava cumprir a meta de creches até o fim do mandato, Haddad disse que vai fazer o máximo possível. "Nós vamos perseguir até o último dia. Na campanha, a gente prometeu 172 equipamentos. Desses, 147 estão em obras, muito perto do compromisso. No primeiro trimestre de 2013, nós decidimos ampliar a meta para 243", afirmou o prefeito.
FILA
O secretário Gabriel Chalita, que assumiu a pasta da Educação neste ano, diz que aposta numa expansão de convênios privados para tentar compensar a entrega de menos creches públicas.
Nesse modelo, a prefeitura paga por criança atendida. Educadores da rede afirmam que há menos garantia de qualidade nesse formato.
"Mais importante que construir, ainda que estejamos construindo muito, é não deixar crianças fora da escola", disse Chalita.
No último balanço oficial, havia 106 mil crianças na fila por creches na capital paulista. Para zerá-la só com unidades municipais, seria preciso em torno de 500 creches.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Geral

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber