Mais lidas
Geral

Professores defendem suspensão do vestibular da UEL

.

Calendário de cursos foi suspenso por professores (Foto: Arquivo/TN)
Calendário de cursos foi suspenso por professores (Foto: Arquivo/TN)

Professores da Universidade Estadual de Londrina (UEL) aprovaram nesta sexta-feira (15), em assembleia, a suspensão do calendário dos cursos de graduação e pós-graduação da instituição e do Vestibular 2016 por tempo indeterminado. A paralisação segue na instituição.

O vice-presidente do Sindicato dos Professores do Ensino Superior Público Estadual de Londrina e Região (Sindiprol), Nilson Magagnin, disse que a suspensão do calendário tem o objetivo de reforçar o movimento grevista, já que os setores que ainda mantinham atividades – como laboratórios e cursos de pós-graduação – deverão aderir à greve. 

Já a suspensão do vestibular se dá em decorrência da greve na rede estadual de ensino, segundo o vice-presidente do Sindiprol. “Entendemos que essa suspensão protege os alunos das escolas públicas para que eles possam, posteriormente, se candidatar ao vestibular.” 

A decisão dos professores pela suspensão do calendário e vestibular só tem validade com a aprovação do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe). (Com informações do Jornal de Londrina)

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber